Marcel Sampaio

859990.2063

Marketing imobiliário na internet: os 4 pilares de um site vendedor

por Marcel Sampaio

4 pilares fundamentais de marketing imobiliário através de um site vendedor

O marketing imobiliário não se resume a um escopo de ações promocionais para comercializar imóveis. Muito mais complexo que isso, exige uma postura profissional que se reflete em um planejamento estratégico consistente, revestido de muita inteligência digital e mensuração de resultados que não se aplicam somente no campo das vendas, mas também no valor de sua marca.

Do mesmo modo devemos planejar um site imobiliário, o qual não deve simplesmente se apresentar como uma vitrine estática de imóveis, onde grande parte dos visitantes entra e sai da plataforma sem interagir com sua marca, produto ou serviço. Está na hora de reformar a prateleira enferrujada e oferecer um diferencial competitivo.

Escute meu conselho: “desenvolver estratégias de marketing imobiliário deixou de ser uma batalha de produtos para se transformar em uma batalha de percepções”. Portanto, tomei a atitude de redigir este artigo para enquadrar o conceito em quatro vertentes que determinam um site vendedor.

1. Conteúdo

Trago para nossa reflexão as palavras de Conrado Adolpho no livro Os 8Ps do Marketing Digital: “o conteúdo de um site é o recheio do bolo. Sem ele, não há bolo que se sustente”. Para entendermos esta colocação, vou ilustrar uma situação real pela qual passei no final de 2009.

Eu estava determinado a praticar escaladas no Ceará para manter a forma e cultivar uma filosofia de vida em contato com a natureza. Mas antes de tomar qualquer decisão, resolvi pesquisar sobre escaladas no Google e acabei por comprar suplementos alimentares no site corpoperfeito.com.br.

Talvez você não perceba, mas existe uma bela estratégia de captação de clientes por detrás deste conteúdo, pois o texto desperta a percepção de que consumir suplementos alimentares vai melhorar o seu desempenho ao praticar escalada. E através de um botão, no topo da página, você entra na seção de suplementos e efetiva sua compra.

Fiz questão de ilustrar este case para você entender que o marketing imobiliário pode agir da mesma forma, despertando nos visitantes o interesse em adquirir um imóvel pelas percepções geradas a partir do conteúdo que será publicado no site, seja em uma seção de artigos ou em um blog. A partir daí, você pode conduzir o visitante a entrar em contato com um corretor de plantão.

2. Forma

No Brasil, de modo muito mais acentuado do que em outros países, existe um modelo de percepção que deve ser levado em consideração: “site bonito e bem diagramado repassa profissionalismo”. Portanto, além de entregar conteúdo de qualidade para seu público-alvo, é necessário que este conteúdo se coadune com layouts bem planejados.

Tomando novamente como exemplo o site corpoperfeito.com.br, percebemos que o conteúdo é muito bom, mas a qualidade do layout deixa um pouco a desejar. Certamente, um fator que pode prejudicar a conversão de visitantes em clientes.

Em se tratando de forma, gosto muito de utilizar o site tecnisa.com.br como exemplo, pois apresenta um layout “clean” e ao mesmo tempo completo, respeitando as características da marca e destacando as informações mais relevantes para o consumidor. Sem dúvida, fatores que devem ser considerados para se conceber uma boa estratégia de marketing imobiliário através de um site.

3. Acessibilidade

Quando visitamos um site, a navegação dever ser simples e intuitiva, sem que haja a necessidade de esforço para realizar qualquer tipo de ação desejada. Um fundamento extremamente defendido por Steve Krug em seu livro Não me faça pensar. Por sinal, uma leitura que indico e recomendo como obrigatória antes de realizar qualquer planejamento de marketing imobiliário digital.

Para podermos tangibilizar o parágrafo anterior, sugiro que você analise junto comigo as imagens a seguir.

Na primeira imagem uma cozinha ampla e bonita é apresentada. Os armários e as gavetas são bem projetados e possuem um excelente padrão de qualidade. A mesa, juntamente com a pia, o fogão e as cadeiras, produz um contraste agradável no ambiente.

Em contrapartida, uma cozinha extremamente compacta é elucidada na outra imagem, onde uma distinta moça prepara seu desjejum manipulando um multiprocessador. E apesar de transparecer simplicidade, o projeto também possui um excelente padrão de qualidade.

Supondo que nunca tenhamos acessado qualquer uma das duas cozinhas, é fácil perceber que na primeira imagem levaremos muito mais tempo para achar um prato ou um copo. Ao passo que na segunda imagem isso se tornará simples e rápido.

Todo projeto de marketing imobiliário,voltado para a produção de um site, não pode fugir a esta regra: não faça o visitante pensar para encontrar o que precisa.

4. Comunicação entre as partes

Uma boa estratégia de marketing imobiliário digital deve sempre priorizar a constituição de uma plataforma de negócios online. Para isso acontecer, é necessário construir um site que concentre diversos tipos de comunicação com o cliente.

Neste ponto, o marketing imobiliário desenvolvido pela cyrela.com.br serve como um belo exemplo de excelência, pois reúne diversos tipos de atendimento em um só lugar.

Vejamos alguns deles:

Chat online com acionamento automático – quando o visitante fica alguns minutos sem realizar qualquer ação efetiva no site, a navegação é interrompida e uma chamada é ativada para consultar um corretor online;

Portal do cliente – o cliente tem acesso a todas as faturas, dados da obra, notícias da empresa e todas as informações sobre o empreendimento que comprou;

Relação com investidor – notícias sobre o mercado financeiro e ações da Cyrela na bolsa de valores;

Cadastro de interesse – preenchimento de formulário para receber novidades e lançamentos de acordo com necessidade específica;

Venda seu terreno – espaço dedicado à captação de terrenos.

Cyrela & Cia – setor reservado ao fechamento de parcerias perante corretores autônomos e imobiliárias;

Revista Cyrela – periódico com download gratuito em PDF;

Redes sociais – presenças nas principais redes sociais, atuando também como SAC 2.0.

Espero ter contribuído para você perceber que o marketing imobiliário mudou muito, exigindo um estudo elaborado das características que constituem uma máquina de geração de negócios através da internet.

Sugiro a leitura dos artigos:

1. marketing imobiliário: 5 bons motivos para você ter seu próprio blog;

2. SEO para o Mercado Imobiliário – 5 dicas para um site imobiliário aparecer no Google.

0 comentário

Compartilhe

Marcel Sampaio

Marcel Sampaio

Professor de matemática, palestrante e Gestor de Marketing Imobiliário Digital. Apaixonado por livros e empreendorismo na web.

COMENTE VOCÊ TAMBÉM

859990.2063

Rua Rodrigues Júnior 654. Centro - Fortaleza - CE

Newsletter

Cadastre-se e receba todas as novidades e notícias direto no seu e-mail.